Baleia juvenil em decomposição entra na Foz do Mira


Uma baleia juvenil com cerca de quatro metros deu ontem à costa, à tona de água morta, que entrou no rio Mira com a maré no enchente, apresentava-se já em estado de decomposição.

A baleia foi rebocada para uma das margens, sendo posteriormente, rebocada novamente para a ponte de Vila Nova de Milfontes, para facilitar a sua remoção e transporte para a Incineradora de Beja, uma vez que, nos aterros municipais não se pode depositar cadáveres, segundo directivas Europeias.


O cadáver foi identificado como pertencente a uma cria de Cachalote, mas como comprovam as fotos identifica-se claramente mais com uma Beluga ou baleia piloto, do que com um Cachalote.

Vários Cetáceos:

1- Baleia-da-Gronelândia;
2- Orca;
3- Baleias francas;
4- Cachalote;
5- Narval;
6- Baleia Azul;
7- Rorqual;
8- Beluga

Baleia piloto

Segundo fonte da Capitania do Porto de Sines, no local foram recolhidos os elementos do animal para serem depois enviados para o Aquário Vasco da Gama para estudo.

Cachalote

Os serviços da Câmara Municipal de Odemira, ficaram encarregues da remoção e transporte do cadáver para o local de incineração.

Mais info sobre cetáceos


2 comentários:

Pedro Russo Baião disse...

Vivas, apesar de eu não ser de longe a pessoa mais indicada para identificar a espécie a que esse cadáver pertence, penso se tratar de uma baleia piloto (ou espécie similar) e não de uma beluga.
Acho muito improvável um animal desses encontrar-se tão a Sul.

Um abraço!

Sargus disse...

Viva Pedro.

Desde já obrigado pelo comentário.

Sim tens razão, a beluga ou baleia branca costuma frequentar as águas frias do árctico, mas não é impossível que se tenha perdido ou tivesse morrido pelo aquecimento da temperatura da água ou debilitada fisicamente, eventualmente numa migração.

Mas quando mencionei "identifica-se mais claramente com uma beluga e, com o teu exemplo, baleia piloto, do que propriamente com um cachalote. Mas se calhar estamos os dois enganados (a malta percebe é de sargos e robalos)... e é as vezes!

;)

Grande abraço.