Robalo ovado em Setembro


Servem as seguintes fotos para justificar ou desmistificar que os robalos só se reproduzem mais tarde.

Este exemplar foi capturado em 04 de Setembro, altura que nada justifica as ovas em formação que continha no seu interior, encontrava-se bem constituído e não apresentava nada dentro do estômago nem intestinos o que se pode supor que tivesse encostado havia pouco tempo e encontrava-se a caçar, já que abocanhou o artificial ficando preso pelas três fateixas.











Em meados se Novembro até Março, ocorre o inicio da reprodução do robalo em zonas de temperaturas frias, uma vez que as águas da nossa costa arrefecem consideravelmente.

Os robalos não são como os sargos (hermafroditas - respectivamente representantes dos géneros masculino e feminino num ser em que cada indivíduo possui órgãos sexuais dos dois sexos). Os robalos podem ser considerados como uma espécie dióica, isto é àquela espécie em que os sexos se encontram separados em indivíduos diferentes, como na maior parte dos vertebrados. Estes indivíduos dizem-se unixessuados, uma vez que nascem já com sexo definido, apesar de ser difícil distingui-los.

6 comentários:

Anónimo disse...

Bom artigo Fernando.

De facto cada vez mais, urje promover-se a investigação ao nivel da fauna e flora dos nossos dias, pois o que era verdade á 20 anos atrás, pode não corresponder á realidade dos nossos dias.
Não acreditamos mas, O aquecimento global está aí com todas as novas nuances inerentes, basta olhar-mos para o clima e para as estações do ano em Portugal.
No caso do Robalo, espécie que alimenta tantas paixões exacerbadas, corremos o risco de estar a fomentar um 'defeso' fora de epoca, assim como outras espécies que estão com comportamentos e aproximações a terra fora dos padrões instituidos.

Investigação isenta e séria precisa-se!

From Caparica; Aquele abraço!

S. Ferreira disse...

O que as fotos retratam é apenas a formação das ovas do peixe.
Muito dificilmente esse robalo desovaria antes de Dezembro/Janeiro.

Sargus disse...

Boas Mário.

Talvez não esteja assim tão correcta a minha suposição...

Vou tentar averiguar melhor este assunto.

Abraço.

Sargus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sargus disse...

Boas Sérgio.

"O que as fotos retratam é apenas a formação das ovas do peixe."

É um assunto que gostaria de perceber melhor, mas segundo outra opinião, as "ovas" ou Gónada, estão em plena formação embora se apresentem um pouco avançadas para esta altura do ano.

Não quer contudo dizer que:

"Muito dificilmente esse robalo desovaria antes de Dezembro /Janeiro."

Pode até ter sido um lapso meu mas achei que as gónadas se encontrassem já num tamanho superior ao que deveriam estar, só isso, mas contactei um amigo teu que me esclareceu alguns promenores:

"Na fotografia que mostra, ela tem uma cor laranja o que indicia que a maturação ainda está numa fase inicial, pois, progressivamente irá ficar mais clara, passado depois a tons rosados, e numa fase final a um rosado claro, pois os ovos nessa altura estarão quase translúcidos.

Assim sendo, essa fêmea demoraria ainda pelo menos mais dois meses a ter os ovos prontos para serem emitidos.

Tendo em conta os meses, isso iria então passar-se no início de Novembro o que é também o início da fase de reprodução dos robalos, e seria por isso uma das primeiras fêmeas a desovar, mas não fora de época.

As gónadas também iriam aumentar bastante mais em tamanho, triplicando o tamanho que aparece na foto."

J.P.

Abraço e obrigado pelo comentário e o meu agradecimento ao J.P. pelo esclarecimento.

Anónimo disse...

Parece que afinal eu nao andava muito longe da verdade :D

Um abraço , e sabado vamos lá ver se apanhamos o avo