Armadores portugueses ponderam desobediêcia ao acordo de quotas de pesca


Os armadores de pescas industriais portugueses consideraram que o acordo sobre quotas pesqueiras revela subserviência da UE a interesses externos e admitiram juntar-se a espanhóis e franceses no incumprimento do regulamento.

"Lamentamos muito que a Comissão Europeia continue com uma estratégia completamente suicida do setor de pescas europeu", afirmou o presidente da Associação dos Armadores de Pescas Industriais, Miguel Cunha.

Para Miguel Cunha, a Comissão Europeia mostrou ser "subserviente aos interesses de países externos à União Europeia", adiantando que "a Noruega aumentou o TAC (Totais Admissíveis de Capturas) em 16%, mas baixou em 43% as oportunidades de pesca da frota comunitária dentro de águas norueguesas".

Uma situação que Miguel Frota classifica como "inadmissível" já que significa que "o mercado está escancarado para os produtos vindos da Noruega, nomeadamente o bacalhau, e a Comissão Europeia não tem capacidade para fazer fazer prevalecer o seu peso".

Para o presidente da associação, o caso é ainda mais grave porque "num momento em que a UE está a passar momentos dificílimos e em que tem que criar riqueza e emprego, a Comissão Europeia é a primeira a assassinar um setor altamente rentável e competitivo".

Desobediência civil

Por isso, a Associação dos Armadores está a ponderar uma forma de, juntamente com os homólogos espanhóis e franceses, "fazer desobediência civil ao regulamento comunitário".

Admitindo que já conversou sobre a possibilidade de não cumprir este regulamento de Bruxelas com os colegas espanhóis, Miguel Cunha sublinhou que a situação é "inaceitável" e que "o mercado europeu é o maior do mundo em termos de pesca mas importa dois terços daquilo que consome".

Os ministros das Pescas da UE chegaram hoje de madrugada, em Bruxelas, a um acordo sobre as quotas de pesca para 2011.

Já esta manhã, o ministro da Agricultura e Pescas, António Serrano, considerou que os interesses portugueses foram "salvaguardados" no final das negociações "muito difíceis".

"Foi muito difícil, mas penso que salvaguardámos a matéria principal do interesse português", disse António Serrano, embora reconhecendo que não está totalmente satisfeito.

Os pescadores portugueses vão pescar em 2011 uma quota 4% maior de bacalhau e 7% no caso da palmeta, uma das preocupações de Lisboa antes do início das negociações.

Um segundo objetivo de Portugal tinha a ver com o plano de recuperação da pescada e do lagostim, em que a Comissão Europeia queria uma "redução drástica" dos dias de pesca das embarcações portuguesas, espanholas e francesas.

As 120 embarcações portuguesas de pesca destas duas espécies, que em 2010 podiam laborar apenas durante 158 dias, passam em 2011 para 98 (uma redução de 18%) barcos que irão pescar durante 142 dias.

Por seu lado, a quota de pescada aumenta em 15%, mas a de lagostim diminui 10%.

Fonte: Comunidade

4 comentários:

Anónimo disse...

Em 2009 os pescadores da Fuzeta foram multados pela polícia marítima e o pescado (PESCADA) apreendido porque não tinham qualquer quota para a pescada. E o que pescaram, segundo julgo, foi na costa portuguesa, dentro das 12 milhas, mas seguramente na zona económica exclusiva(ZEE) das 200 milhas. Em 2010 deram qualquer coisita para a pescada, e agora em 2011 essa "coisita" cresceu 15%. Portugal vendeu-se por uns tostões à CE e agora nem no mar que é seu (ainda será?)pode pescar livremente. Portugal importa pescado, portugal paga juros elevadíssimos e não tem a solidariedade dos demais, portugal está de cócoras perante esses déspotas com as calças descaídas e a jeito... A Noruega é um país da CE, só que não está no Euro, assim como a Inglatera tb não está.
Os "vendidos" ou miseráveis que negociaram a adesão e os abates e os governos que não fomentaram a pesca e a exploração do mar são os responsáveis por esta situação. O ICNB e todos os demais pedantes bem podem reservar a costa portuguesa e a vicentina em particular para fazer de viveiro para os estrangeiros pescarem no alto mar. Cobram alguma coisa por isso à CE?
Pois, não cobram, não. O País está entregue a estes espertos, que são uns ambientalistas do caraças... a biodiversidade ferve em Portugal para gáudio desses galfarros.

CBT

auvelve disse...

quem sao esses que tem a mania que podem fazem e acontecem no mar.
os maiores assassinos dos peixes.
apanham nao criam e poluem com redes, cordas, plasticos e combustiveis, matam peixe pequeno e vendem na candonga.
depois sao uns coitadinhos...
se desobedecerem que a puta da lei os coloque em tribunal e os prenda com multas muito grandes.
cambada de assassinos dos mares.

Anónimo disse...

HA TRES TIPOS DE HOMENS OS VIVOS,OS MORTOS E OS HOMENS DO MAR.ORGULHO ME MUITO DE SER PESCADOR.TENHO PENA E DE VER MUITOS COMENTARIOS DE TRETA DE PESSOAS,QUE NAO PERCEBEM NADA DE PESCA.SAO UNS OTARIOS.A PESCA FOI O MOTOR DA ECONOMIA PORTUGUESA,E PARA VOLTAR A SER,TEM QUE DAR MURROS EM CIMA DA MESA EM BRUXELAS.O PEIXE HA MUITO QUE ENTRA PELOS ESGOTOS ACIMA DOS CANADIANOS E NORUEGUESES.MUITAS PESSOAS DIZEM QUE O ARRASTO E UMA ARTE MORTIFERA.NAO CONCORDO,O MAR PRECISA NOS DIAS DE HOJE DE SER ARADO COMO NA AGRICULTURA DEVIDO HA POLUICAO.EXISTE OUTRAS ARTES MAIS MORTIFERAS.ACTUALMENTE TEMOS ASSISTIDO AO DESINTERESSE DOS POLITICOS PORTUGUESES PELA PESCA,COM UMA BOA POLITICA A PESCA DAVA EMPREGO A MAIS DE 400.000,PESSOAS DIRECTAMENTE E INDIRECTAMENTE.VAMOS VER SEA NOVA MINISTRA ASSUNCAO CRISTAS VAI DAR A VOLTA A TUDO.E QUEM SERA O BOY QUE VAI NOMEAR PARA SECRETARIO DAS PESCAS.O MINISTERIO DAS PESCAS DESDE A NOSSA ENTRADA NA CEE FOI O MINISTERIO MAIS PODRE E CONTINUA A SER.POR AQUI FICA UMAS LINHAS DE UM PESCADOR PORTUGUES POSSIVELMENTE O HOMEN QUE MAIS AREA DE PESCA TEM NO MUNDO.COSTA PORTUGUESA,NEWFOUNDLAND,NORUEGA,MARROCOS,CABO VERDE,MAURITANIA,FALKLANDS ISLANDS,ARGENTINA,FRANCA,IRLANDA,ESCOCIA E POR FIM EM MOCAMBIQUE.

Sargus disse...

Viva, desde já obrigado pelo comentário, (HOMEM DO MAR)

"HA TRES TIPOS DE HOMENS OS VIVOS,OS MORTOS E OS HOMENS DO MAR."

Eu diria, os VIVOS, os HOMENS DO MAR e os MORTOS...

"A PESCA FOI O MOTOR DA ECONOMIA PORTUGUESA,E PARA VOLTAR A SER,TEM QUE DAR MURROS EM CIMA DA MESA EM BRUXELAS.O PEIXE HA MUITO QUE ENTRA PELOS ESGOTOS ACIMA DOS CANADIANOS E NORUEGUESES.MUITAS PESSOAS DIZEM QUE O ARRASTO E UMA ARTE MORTIFERA."

Concordo plenamente, alias o noso pais era outro antes da entrada para a CEE, após a entrada a industria conserveira caiu abruptamente, as frotas de pesca começaram a se desmobilizar e a reduzir as suas cotas, os homens do mar tiveram de se voltar para outras actividades, e com esta roda viva de redução, perdemos uma entidade, valor e muitos postos de trabalho.

A questão da pesca de arrasto, não sou biólogo mas pelos estudos que tenho visto e lido, apresentam grandes resultados devastadores a questão da pesca de arrasto, o tal lavrar dos fundos do mar...

"ACTUALMENTE TEMOS ASSISTIDO AO DESINTERESSE DOS POLITICOS PORTUGUESES PELA PESCA,COM UMA BOA POLITICA A PESCA DAVA EMPREGO A MAIS DE 400.000,PESSOAS DIRECTAMENTE E INDIRECTAMENTE."

O desinteresse dos políticos deve-se ao facto dos outros interesses dos outros políticos de Bruxelas, isto funciona por "trocas directas" para se ter o apoio de um pais temos de dar o braço a troçer por outro, e no sector das pescas existe muito interesse camuflado, infelizmente não é o caso dos nossos políticos, pois cada vez mais vêem este humilde pais afundado numa crise como um jardim cor de rosa para inglês ver, com turismos sustentáveis, bird watches, parques marinhos protegidos, parque naturais protegidos numas questões e completamente abandonados noutras, etc

"VAMOS VER SEA NOVA MINISTRA ASSUNCAO CRISTAS VAI DAR A VOLTA A TUDO.E QUEM SERA O BOY QUE VAI NOMEAR PARA SECRETARIO DAS PESCAS.O MINISTERIO DAS PESCAS DESDE A NOSSA ENTRADA NA CEE FOI O MINISTERIO MAIS PODRE E CONTINUA A SER."

Salvadores da patria não existem no actual estado a que tudo chegou, não conheço a senhora mas duvido muito que dê conta do recado, é que são muitas pastas as que a senhora abraçou, ou seja, Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território, considero que para uma doutorada em Direito Privado, nada tem a ver com as pastas que irá "gerir", para isso existem os secretários de estado e assessores(longe de mim alegar incompetência perante a senhora), mas direito privado não joga com os títulos das pastas num modo geral, depois teremos o que teremos, meia dúzia de cabeças pensantes que nada sabem da realidade do dia a dia, proporem medidas quando permanecem enclausurados em gabinetes por esses ministérios.

"POR AQUI FICA UMAS LINHAS DE UM PESCADOR PORTUGUES POSSIVELMENTE O HOMEN QUE MAIS AREA DE PESCA TEM NO MUNDO.COSTA PORTUGUESA,NEWFOUNDLAND,NORUEGA,MARROCOS,CABO VERDE,MAURITANIA,FALKLANDS ISLANDS,ARGENTINA,FRANCA,IRLANDA,ESCOCIA E POR FIM EM MOCAMBIQUE."

Um homem com muita Proa à vaga...

;)

Cumprimentos