Pescar à Bóia


Talvez a técnica mais utilizada, que se mantêm fiel e equilibrada entre as capturas de diferentes espécies.
Pelo simples acto de afundar a bóia o peixe transmite ao pescador um aviso visual que com a pratica e desenvolvimento da técnica um dia tornar-se há instintivo e mecanizado, do tipo sente e vê agindo de imediato, somente pelo simples facto de manter uma sem tensão entre a bóia e a ponteira da cana onde o elo de ligação é justamente o nylon.


Esta técnica de pesca reúne um considerável numero de praticantes de igual forma como a pesca ao fundo, consistindo basicamente na utilização de um instrumento com um grau de flutuabilidade que pode ser calibrado, quando a bóia já trás o peso ideal que a torna equilibrada á superfície da linha de água na posição vertical ou não, no ultimo caso se não o for, poderá ser adquirido um acessório que o calibre de forma a que a mesma não fique à superfície da linha de água na posição horizontal, vulgarmente conhecido como chumbo fendido ou chumbo de aperto.


Esse utensílio que chamamos bóia tem uma dupla finalidade, a visibilidade ao toque/ferragem/mordida do peixe assim que deixamos de observar a bóia á superfície da linha de água, ou então, pelo simples facto de conseguirmos desta forma manter a isca a uma profundidade fixa ou variável ou não conforme pretendermos.


Uma cana com boas características será necessária para nos auxiliar na prática desta técnica, como por exemplo não nos podemos esquecer aquando da aquisição de algumas características das canas tais como;

Leveza – Consideravelmente leve que não interfira no conforto de pesca, porque estamos por vezes a praticar esta técnica em locais com superfícies acidentadas que interferem com a correcta postura da coluna e quanto mais pesada for a cana mais depressa este incomodo sugue ou dores nas costas, braços e ombros, por outro dado essa mesma leveza pressupõe uma maior facilidade no transporte.

Resistência – Permite a recuperação de exemplares de bom porte, por um lado auxiliam ao combate dos mesmos e por outro é bastante positivo termos uma cana de resistência considerável quando estamos a içar exemplares a alturas consideráveis o que se reflecte em termos menos importantes quando estamos a trabalhar ao nível do mar, embora a resistência seja um factor importante inclusivamente nestas alturas.

- Boa ferragem – Não só a boa ferragem é essencial, mas também o trabalhar do peixe, deverá estar equilibrada com o carreto adequado deverá ser equilibrada em termos de flexibilidade ou rigidez, embora seja do critério de cada um e gosto esta escolha.

Teremos basicamente três tipos de características de canas como acção, de forma gradual poderemos avalia-las em acção rija, em que o vergar da cana não é significativo sendo uma mais valia em termos de ferragens, pesca em locais altos, dias de vento, sendo uma característica que chamo de 4 x 4 porque com uma cana deste tipo de acção podermos utiliza-la ao fundo, chumbadinha/engano (light), bóia, tento, etc.


Por outro lado temos as canas de acção de ponteira, um meio termo quanto a mim entre as características e funções citadas na acção rija e as da acção parabólica.
As canas de acção parabólica são excelentes para matar/trabalhar o peixe, principalmente se forem bons exemplares praticamente o trabalhar desta cana cansa o peixe com uma extrema facilidade, ideias para chumbadinha/engano tento e bóia.


Dois modelos de canas com excelentes performances e bem diferentes uma da outra, a Vega Warrior e a Barros Power Strike ambas de 6 metros.

11 comentários:

tpsk disse...

Estupendo reportaje FE.
Yo para boya uso ahora Veret Arcadia 7,5m , que es la que está por Asturias "de moda" desde hace unos años, para pique/tiento tengo una Colmic Palamita 5,5m

Parabens

Pd : yo tampoco sé portugués, pero vamos entendiéndonos ;)

FE disse...

Buenas Toño, graçias pero comentário, falando de material tengo duas "babes" para tiento e bóia, uso cañas de 6 m solo por la versetalidad delas mesmas, tipo 4x4 (todo terreno):

Power Strike - Barros (Hi-Modulus Reinforced Carbon)

Levantamento - 3 kg
Comprimento - 6 m
Secções - 6
Peso - 400 g
Acção -6/100 g


Warrior - Vega (Hi-Modulus Radial Carbon)

Comprimento - 6 m
Secções - 6
Peso - 510 g
Acção - 40/80 g

A Colmic tem muitas buenas cañas para bóia, muita qualidad de construcion misturando buenos carbonos e experiencia en pesca.
Conheço a Colmic Power Fighting, mui poderosa.

Un salud

Anónimo disse...

Fernando,

mais um excelente escrito sobre a pesca que nos fascina a todos!

Ah, e é sempre bom rever o Margalho a fazer o que sabe melhor.... Apanhar taínhas, eh eh :-)

Abraço,

Ricardo Silva

FE disse...

Obrigado pelo comentário Ricardo, o margalho é boa malha quer nos robalos e sargos, mas não o conhecia nessa faceta.

;)

Abraço

David disse...

Magnifico blog el tuyo. Gustoume.
E menuda pescata de sargos. Por cierto, yo tengo una caña Colmic Power Fighting. E muy poderosa pero dobla muito.
Melhor a Arcadia. Te pongo un link en mi blog.
Un saludo.

FE disse...

Muchas graçias Davd pero teu comentario, te pongo un link en mi blog tambien.

No conheço Arcadia pero que vou pesquisar por ela.

;)

Sargos es un pez mui forte, poderoso e bueno

Salud David

Franganito disse...

Viva, pesco em sagres e na carrapateira e neste momento pesquiso por uma cana de 6m. A principal questão para mim é o peso mas não queria esquecer os restantes factores (que peso levanta e a acção)até agora estou inclinado para a VEGA ADRENALINE 6m com acção 40-80gr. Gostava de ouvir comentários e sugestões.

Sargus disse...

Viva Franganito, desde já o meu agradecimento pelo comentário.

Ora a pesca em sagres e Carrapateira que fazes é de altura ou mais perto de àgua?

Não conheço a Adernaline, mas sim a Warrior e digo te que é um espectáculo de cana, um pouco pesadota mas facilmente se ultrapassa esse factor com a colocação de um carreto adequado para a equilibrar, na minha tenho um Shimano Exage, fica um mimo. Recentemente estive na Galiza onde esta cana veio a revelar-se mais uma vez na pesca com peão de cortiça nem quero outra. Tenho também uma Power Strike da Barros que é uma cana mais leve e mais macia, para chumbadinha ou bóia leve.

Deixo-te aqui o link de uma outra entrada que fiz no blog sobre uma cana concebida em parceria da Barros e Azipesca, a cana esta muito boa com acção de ponteia ideal para pesca na Vicentina.

Abraço alguma duvida tento esclarecer, mas era importante mesmo saber que tipo de pesca mais fazes, alturas, bóia leve, piões, chumbadinha, fundo, percebes?

Nota: No mês de Outubro de 2007 tens aqui uma entrada sobre uma cana ESPECIAL LAJÃO, vê o que achas.

Franganito disse...

Viva Sargus, geralmente pesco em zonas entre 5 a 10 metros de altura, ao sargo, sempre com boia leve e chumbada de 50/60g por baixo da boia, raramente pesco á chumbadinha, o que procuro agora é uma cana que não me deixe as costas derreadas ao fim de 5 ou 6 horas de pesca, não consegui identificar o link que referiste. Tambem vi uma cana Barros modelo Beast Float 6000 que me agradou em levantamento(5kg) e peso da cana,mas a acção é de 5-90g e não gostei de ver a ponteira a dançar muito.
Já agora podias especificar a pesca com peao de cortiça, a qual dizes que a tua cana se revelou positiva?
Cumprimentos.

Sargus disse...

Viva Franganito assim já é mais fácil, sim procuras uma cana leve, tenta ver se consegues alguma da Barros Power Strike (tem acção de ponteira), ou a Adernaline também me parece ser uma boa cana para essa finalidade.

Estão a sair os novos modelos de 2008 vê se te interessa alguma, mas convinha teres alguma amigo ou conhecido com alguma assim experimentavas a cana em acção, porque nas lojas são todas boas.

É normal as canas que anunciam levantamentos na ordem de 5 kg, terem acções mais parabólicas faz a gestão do peso por todos os elementos e não pelos 2º e 3º elementos.

Da um salta ao mês de Janeiro aqui no blog, tens lá o report.

Galiza - A experiência (http://oceanusatlanticus.blogspot
.com/2008/01/galiza-experincia.html)

Cana Especial Lajão 550 - Design AZIPESCA
(http://oceanusatlanticus.blogspot
.com/2007/11/cana-especial-lajo-
550-design-azipesca.html)

Anónimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu