Plano da discórdia

Um filme que resume um pouco de todas as nossas vidas!
 
Uns minutos de reflexão...
 
Partilhe este video para que seja do conhecimento de todos!

 
Fonte: Comissão de pescadores e população da costa vicentina!

14 comentários:

ROBERT GIANDE disse...

SO OLHAM AO VOSSO UMBIGO
SO INTERESSES
DEPOIS METEM VELHOS A FALAR
ENTAO E SESIMBRA, PARQUE LUIS SADANHA NAO CONHECEM?
O PARQUUE AGORA É SO ALJEZUE E VILA DO BISPO?
SINES E ODEMIRA FICA ONDE?
ADEFESA DOS QUINTAIS NAO ME PARECE BEM NAO CONTEM COMIGO POIS TAMBEM NAO POSSO AI APANHAR MARISCO FIQUEM COM O PARQUE E COM O ICN.

david_lrosa@hotmail.com disse...

Filme espectacular !!!
Vejam e divulguem...até dia 14 Maio em Vila Nova Milfontes

Sargus disse...

Os meus parabens pela reportagem, de facto este POPNSACV está longe de um consenso...

A manif esta quase ai...

João Carlos Claro disse...

Caro Fernando

Embora leitor atento mas por falta de tempo para comentar estes excelentes temas, não posso deixar de corresponder ao seu desafio de reflexão.

“O poder continua centralizado…” (Sr. Mendes Bota)
Será que o orçamento dos municípios apenas funciona com as receitas obtidas dentro da área do concelho? Não existem transferências da administração central, estradas construídas pela EP, fundos comunitários a rodos, etc. etc.?

“fundamentalismo cego de pessoas que nem sequer conhecem o nosso território…” (Presidente da Câmara de Vila do Bispo)
Será que as competências municipais em matéria de ordenamento do território têm sido exemplares? Quem foi que licenciou o Martinhal, Vale da Telha e outros absurdos urbanísticos? Quem permitiu/fomentou a betonização do litoral? Quem aprova os projetos de verdadeiros mamarrachos que proliferam por todo o lado?

“este plano faz a apologia da agricultura intensiva em detrimento das atividades tradicionais…” (Presidente da Câmara de Aljezur)
Quem sempre apoiou a instalação do perímetro de rega do Mira, argumentando que iria desenvolver o concelho e criar postos de trabalho? Será que algum deles nessa alertou as populações para os graves danos ambientais decorrentes da intensificação da agricultura e que essa mão-deobra seria paga com salários miseráveis? Será que todos os autarcas se recusaram a aparecer na fotografia ao lado do então primeiro-ministro Cavaco Silva quando foram inauguradas as famigeradas estufas do Thierry Russel?

Sobre a opinião dos pescadores profissionais(Sr. Arsénio Silva), para quais está tudo mal e que as restrições são excessivas, qual é a sua opinião sobre os relatos sobre a mortandade pelas redes de arrasto (http://oceanusatlanticus.blogspot.com/2011/03/redes-de-arrasto-pelagico-um-massacre.html) ou aumentos de capturas devidos à exploração de novos níveis de profundidade e à sofisticação de equipamento, mas não à real recuperação dos recursos biológicos (http://oceanusatlanticus.blogspot.com/2011/01/pesca-descarregada-nos-portos-do.html)?

Cordiais sadações,
João

Anónimo disse...

Podem apanhar por dia:
Peixe: 7,5 kg + maior exemplar
Polvos: 2 exeplares - 1,5 kg
Percebes: 1 kg
Mexilhões: 2 kg

E mesmo assim dizem que não dá para alimentar a familia???
Isto é pouco sério, como em geral por estas bandas.

Ainda bem que o poder continua centralizado, à avaliar pelo que se passou nas dicussões públicas sobre o POPNSACV, além de manipulação pura e dura, teriamos cimento, alcatrão e arrastões ( com o dinheiro dos outros!!), com aplausos no final de cada discurso.

O Presidente da Camara de Odemira não falou desta vez, porque teria que reconhecer que os autarcas de Odemira sempre apoiaram a Agricultura Intensiva, de um forma cega.

Sargus disse...

Viva caro João, desde ja o meu agradecimento pelo comentario.

“O poder continua centralizado…” (Sr. Mendes Bota), em parte ate acho que tenha razão, pois por vezes na centralização esquecemo-nos das periferias...

Será que o orçamento dos municípios apenas funciona com as receitas obtidas dentro da área do concelho?

Funciona com essas receitas sim senhor, que são um complemento com as transferencias da Admin Central, que são transferencias tambem motivadas pela delegação de competencias e atribuições do Poder central para os municipios.

Os fundos comunitários a rodos, servem para candidaturas a efectuar na area territorial dos Municipios, por outro lado recordo tambem que apesar das transferencias de verbas para os municipios o poder central dá com uma mão e retira com outra... (% de intervenções, parcerias, licenciamentos, protocolos, etc)

"Será que as competências municipais em matéria de ordenamento do território têm sido exemplares? Quem foi que licenciou o Martinhal, Vale da Telha e outros absurdos urbanísticos?"

No comments...

"Quem aprova os projetos de verdadeiros mamarrachos que proliferam por todo o lado?"

No Comments...

“este plano faz a apologia da agricultura intensiva em detrimento das atividades tradicionais…” (Presidente da Câmara de Aljezur)
Quem sempre apoiou a instalação do perímetro de rega do Mira, argumentando que iria desenvolver o concelho e criar postos de trabalho?

Na altura o actual PR era Ministro e viu no projecto do Tierry Russel justamente isso, atrelado a essa utupia vieram os politicos da actualidade.

"Será que algum deles nessa alertou as populações para os graves danos ambientais decorrentes da intensificação da agricultura e que essa mão-deobra seria paga com salários miseráveis?"

Será que tem consciencia na actualidade desses mesmos danos?

"Será que todos os autarcas se recusaram a aparecer na fotografia ao lado do então primeiro-ministro Cavaco Silva quando foram inauguradas as famigeradas estufas do Thierry Russel?"

Ainda deve haver registos disso...

"Sobre a opinião dos pescadores profissionais(Sr. Arsénio Silva), para quais está tudo mal e que as restrições são excessivas, qual é a sua opinião sobre os relatos sobre a mortandade pelas redes de arrasto (http://oceanusatlanticus.blogspot.com/2011/03/redes-de-arrasto-pelagico-um-massacre.html) ou aumentos de capturas devidos à exploração de novos níveis de profundidade e à sofisticação de equipamento, mas não à real recuperação dos recursos biológicos (http://oceanusatlanticus.blogspot.com/2011/01/pesca-descarregada-nos-portos-do.html)?"

Não sabem e não tem ideia do que isso é...

Com os melhores cumprimentos

Fernando

Sargus disse...

Caro anonimo, boa reflexão...

Anónimo disse...

O poder centralizado tem a vantagem de ser menos permeável à influência
dos caciques e poderosos locais.

Veja-se o caso da Câmara Municipal de Vila do Bispo e a forma como ela é manietada para servir os interesses urbanísticos do sr. Sousa Cintra. É uma tristeza !

Anónimo disse...

acho que em vez de se carregar caixas deveriam-se fazer caixas para serem carregadas...
é chato?? é!!
mas a realidade de fundo é que os pequenos imperadores e ditadores de cada região não vão cair.. e enquanto um fardo valer mais que um sargo vamos ter leis destas..

E.R.A

Anónimo disse...

Fiquei desiludido consigo, Fernando. Não esperava que censurasse a mensagem que denuncia as ligações perigosas entre o sr. Sousa Cintra e a Câmara municipal de Vila do Bispo. Tem medo de quê ? A mensagem não é da sua autoria, é de um qualquer anónimo, não o compromete. E se pensa que se trata de uma mera calúnia, informe-se sobre o que se está a passar, por exemplo, na praia do Martinhal. Se na verdade se preocupa com a defesa do património natural do sudoeste alentejano e costa vicentina seja consequente e denuncie, por favor, a vergonha que ali se passa.

Anónimo disse...

Presumo que tenha sido injusto consigo, Fernando. Queira aceitar o meu pedido de desculpas.

Anónimo de 30 de Abril

Anónimo disse...

bem..........na vila do bispo falasse de ligações perigosas.....e em odemira..então?
mais perigosas que aquelas não há!
são estufas,vidrassas,mansões,e milhões que ninguem sabe de onde aparecem a despejar os autoctones da costa...
mas a realidade é bem mais dura do que parece.. imaginem um interior riquissimo abandonado, em que possuindo o espelho de água de sta clara nada usufre..

todos aqueles vales e montanhas ,goteiras e ribeiros desaguam na barragem que só beneficia quem vive no litoral.. deixando o interior ao abandono...imaginem o que é uma vila como sta clara que so tem 1 restaurante,, nenhuma residencial e que fornece água para os relvados, para os legumes de alguns pseudo-latifundiários subsidio-dependentes que enchem os bolsos á custa de mão de obra escrava do oriente..
como é que esses senhores podem ser donos de um lago assim...?mas são, estão na chefia das águas do mira, estão em 1 lugar como criadores de trabalho .. estão em 1 lugar no que diz respeito á maior falta de respeito que se pode ter com os grão de areia que produzem as suas imensas fortunas...feitas de vento sw.
por isso mais perigoso do que odemira não há... porquê a sede do pn é em odemira?? porquê a sede do polis é em odemira??
porque é que em odemira ninguém reclama...talvez porque a máfia conseguiu apagar a alma destas gentes..

ERA...

Sargus disse...

"Anónimo disse...

Fiquei desiludido consigo, Fernando. Não esperava que censurasse a mensagem que denuncia as ligações perigosas entre o sr. Sousa Cintra e a Câmara municipal de Vila do Bispo. Tem medo de quê ? A mensagem não é da sua autoria, é de um qualquer anónimo, não o compromete. E se pensa que se trata de uma mera calúnia, informe-se sobre o que se está a passar, por exemplo, na praia do Martinhal. Se na verdade se preocupa com a defesa do património natural do sudoeste alentejano e costa vicentina seja consequente e denuncie, por favor, a vergonha que ali se passa."

Caro anonimo, ainda nao utilizei o principio de banir ou não publicar comentarios anonimos, e o seu não foi publicado de imediato pois por motivos pessoais não tenho acedido ao blog, mas ja vi po alto o que se esta a passar, acho que aquilo é o novo MURO não de Berlim mas sim o do PARQUE, a Camara/ARH e ICNB que resolvam a situação...

Cumprimentos.

Sargus disse...

Anónimo disse...

Presumo que tenha sido injusto consigo, Fernando. Queira aceitar o meu pedido de desculpas.

Anónimo de 30 de Abril

Viva, não tem de pedir desculpa, agradeco o comentario.