Descarga no Porto da Casa - Corvo

A população da ilha do Corvo, que ficou isolado pelas condições atmosféricas adversas, viver numa ilha isolada do "mundo" não é fácil, basta observar o quanto estas gentes arriscam para obter o abastecimento da sua comunidade.





Fonte: Youtube

6 comentários:

S. Ferreira disse...

Já conhecia, Fernando.
Arrepiante!

Um abraço.

Sérgio

Rodrigo Zacarias disse...

Boas,

Fogo, o que se arrisca neste mundo...são as leis da sobrevivência.

Obrigado pela partilha.

Aquele abraço

PêJotaFixe disse...

Amigo Fernando,
Brutal! É preciso ter col****! Quando andava ao mar cheguei a sair da praia nas chanadas com mar de fora de 3/4mts. Quando as ondas encapelavam o barco ficava a prumo!
Quero deixar aqui um Abraço e Bom Ano Novo para a malta do Corvo: Familia Silva, Padre Carlos, Dr. João Cardigos, Enfermeira Goreti, Mestre Freitas, Bimbi (ouvia-lhe a voz lol) e muitos outros.

Abraço e saudações piscatórias

Sargus disse...

Viva Sérgio.

Arrepiante ou talvez normal para estas gentes, é a luta pelo abastecimento de uma comunidade que ficou isolada pelos mares grandes.

Nota-se perfeitamente que estão à vontade e que não é a primeira nem será a ultima vez que o farão (infelizmente).

Abraço.

Sargus disse...

Boas Roger.

Arrisca-se com um pouco mais de sangue frio, paciência e pratica...

Malta verduga e desenrascada, que dá um passo em frente para ajudar o próximo.


Abraço.

Sargus disse...

Boas Paulo.

Tu bem sabes o que isto é...

Também eu já tive umas aventuras quando tinha um semi rigido de 4.80, aquilo não virou por umas duas vezes nem sei porquê... Belos tempos de loucura!

Estiveste lá no verão, conhecer aquela comunidade não é muito difícil, imagino que será uma gente porreira...


Abraço.