Retrospectiva de 2008

2008 já terminou, com ele muitas jornadas e aventuras, relatos, fotografias, algumas filmagens, bastante contacto com uma forma de natureza ainda salvaguardada um pouco por toda a parte.

Em Janeiro de 2008 foi o ano que ocorreu a “Fishing Trip a Corrubedo” – apelidada pelos participantes no seu conjunto Carlos Lázaro, Fernando Encarnação, José Carlos, Miguel Coucello, Miguel Reis, Ricardo Guerreiro, Ricardo Silva e Vítor Matos, como Os Bravos de Corrubedo. Foram dias fantásticos sem duvida onde a vontade de lá voltar ficou presente em cada um, não só pelos exemplares de sonho, aos quais não estávamos habituados a tão bom lote, mas às belas paisagens que aquela zona da Galiza nos deixou na alma, o facto de sermos bem recebidos pelas gentes locais foi outro facto marcante.

Daí para cá no meio de algumas jornadas aos sargos a sensação era outra, e a adesão ao Spinning foi maior, apesar das jornadas em branco a persistência e as caminhadas nas zonas de areia, pedra ou mistas eram enormes…

Preparou-se o convívio do Pesca-Desportiva na Longueira Almograve, do qual se fez uma boa confraternização entre amigos.

Os sargos continuaram, e não me lembro de ter feito tantas boas pescas no período mais fraco (verão) como este ano, a caça submarina ficou esquecida um pouco, embora algumas incursões me tenham alegrado pelos enormes grupos de peixes juvenis que observei, por outro lado vi a degradação da flora marinha motivada pela explosão brutal de ouriços-do-mar, laminárias recordo-me de ter visto uma na Zambujeira do Mar e outra no Brejo Largo muito fracas e debilitadas.
O Spinning voltou, ou esteve sempre presente numa flutuação com as jornadas de pesca aos sargos, com o Spinning surgiram novos amigos, novas campanhas e novas experiências, e é isto que me seduz na pesca, as amizades, as histórias, experiências, convívio desinteressado de qualquer tipo.

Relativamente à pesca, fiz duas jornadas com o amigo Ernesto que me deu mais algumas luzes sobre esta técnica da qual tenho praticado mais, principalmente este ano a bordo do Onda Salgada.

Salta me também á memória uma jornada na pesca embarcada profunda, embora que sem peixe, valeu o contacto com uma tintureira e com uma visita às montagens de um amigo de um peixe brutal que não deu hipótese de nada.
Saíram umas jornadas de Spinning com o Alexandre Alves, Pedro Rosa, Miguel Reis, Rodrigo Zacarias.

Saíram umas jornadas de sargos com o Miguel Coucello, Ricardo Silva, José Carlos, Filipe Pais, Rodrigo Zacarias, Pedro Cortes e Gonçalo.

Spinning e mais Spinning, talvez motivado pelos excelentes resultados obtidos pelo meu antigo companheiro de sargos (Carlos Lázaro), digo antigo porque se deixou seduzir pelo Spinning e já não quer mais nada, recordo-me em Outubro do Carlos ter feito o maior exemplar até hoje 8 kg de força… Lá comecei a fazer algumas capturas maiores, e com isso o vício começou a crescer na busca dos bons exemplares, fiz boas capturas no ano passado.

Não posso terminar sem uma breve abordagem as questões de legislação que andam pelas bocas do povo, e que no final do ano tanto descontentamento motivaram, a serem verdade, serão certamente ou não “oferecidas” a nós este ano, até porque estamos em ano de eleições, as mesmas irão perfeitamente motivar descontentamento, mais um, na conjuntura social que estamos a atravessar, talvez este ano as urnas entrem em defeso também...

Falando de outras coisas e quanto a expectativas, aguardo com grande orgulho e vontade de que o dia 27 de Março chegue e com ele a partida para a segunda "Fishing Trip" – Faial, onde os Bravos do Faial, Miguel Coucello, Miguel Reis, Pedro Cortes, José Carlos, Ricardo Silva se vão juntar para nove dias sem memória na ilha “Lost” Portuguesa do Atlântico.

Para todos os frequentadores deste espaço desejo um bom ano, melhor que o transacto, com a esperança de que sejamos mais cívicos para com o espaço natural que desfrutamos nas nossas jornadas e se possível preserve ao máximo os recursos respeitantes à fauna como à flora, não deixem lixo nos pesqueiros e incentivem os outros para que façam o mesmo.

Bom ano!

2 comentários:

MR disse...

Boas

Sem duvida grandes momentos os do Corrubedo e outros tambem em incurções ao spinning, sem duvida que o ano de 2008 foi inesquecivel,
Obrigado pela companhia.
Esperemos com espectativa elevada por mais e melhores momentos neste ano de 2009.

AB

Sargus disse...

Boas Miguel.

A quem o dizes, aqueles sargalhões que teimaram em aparecer, mas depois...

Quanto ao spinning foi bastante bom, não so pelas capturas, mas pelo pessoal que se conheceu, os locais que se exploraram, o convivio em sí.

Eu já só quero que seja Março, se pudesse pulava já estes dois meses longos que por ai se aproximam...

Já comecei a preparar as coisas :)

Abraço.