Criação do Ecoponto Marítimo tem como objectivo o combate à poluição marítima


Agência Cascais Atlântico Lança Projecto Pioneiro para Protecção do Mar.

A Agência Cascais Atlântico instalou o Ecoponto Marítimo, um projecto inédito em todo o país, lançado no âmbito do seu programa de Combate à Poluição Marítima, em parceria com empresas e instituições do concelho.

O novo Ecoponto Marítimo de Cascais, instalado na Raquete dos Pescadores, local de descarga de pescado, é uma estrutura de contraplacado marítimo para deposição selectiva dos resíduos provenientes dos barcos, como óleos, baterias, velas ou filtros de óleo que, de outra forma, corriam o risco de ser deitados ao mar. Os contentores agora inaugurados contemplam a recolha de Acumuladores de Chumbo, Filtros de Óleo, Pilhas, Velas e Óleos. Com este projecto, os promotores esperam recolher mensalmente cerca de 200 litros de óleo.

Para esta iniciativa, a Agência reuniu parceiros locais ligados à actividade marítima e recolha de resíduos, formado pela Capitania de Cascais, EMAC - Empresa de Ambiente de Cascais, E.M., S.A., à qual caberá a recolha de pilhas e lixo, Associação de Profissionais de Pesca de Cascais (APPC), Associação de Armadores e Pescadores de Cascais (EAAPC) e Empresa de Recolha – José Maria Ferreira Filhos, Lda, que ficará responsável pela recolha de óleos, filtros, baterias e velas.

Integrada num plano de combate à poluição que inclui a distribuição de sacos biodegradáveis e compostáveis em campanhas de sensibilização ambiental realizadas nas praias do concelho e um Concurso de Limpeza Subaquática, esta acção contribui para preservar os recursos naturais do Mar de Cascais, tendo em vista a sua exploração sustentada, nas vertentes económica, ambiental e científica, bem como para cumprir objectivos da Agenda XXI da Câmara Municipal de Cascais.

Além desta iniciativa, foi recentemente lançado outro projecto relacionado com a exploração dos recursos marítimos de Cascais, denominado “Marca Cascais”, que tem expressão no conjunto de três acções específicas: Estudo Sócio – Económico relativo ao emprego e dependência das pescas no Concelho de Cascais; Guia do Consumidor dos Peixes e Mariscos em Cascais; Certificação do Pescado e/ou Pescaria de Cascais.

Fonte:

2 comentários:

Ricardo disse...

Excelente notícia!

Penso que a conjuntura actual faz com que o timing seja perfeito para iniciativas deste género.

Penso que existe já alguma massificação relativamente aos ecopontos caseiros, de bairro, municipais, etc.

Está na altura de estender estes conceitos a outras situações e actividades.

Um excelente exemplo da Câmara de Cascais e respectivos parceiros. Espero que funcione bem e que leve outros municípios a fazer o mesmo.

Da minha parte, vou enviar desde já informação sobre esta iniciativa à Junta de Freguesia da Ericeira, normalmente bastante receptiva a este tipo de iniciativas.

Obrigado Fernando!

Ricardo Silva

Sargus disse...

Pois é Ricardo, é uma brilhante ideia que esperamos dar frutos e principalmente ser seguida por outros Municipios, o ambiente agradeçe, e espero que todos nós tenhamos a sensibilização para apoiar estas iniciativas e fazer delas uma mais valia.

Grande abraço Ricardo.