Robalos nas Ondas






Robalos (parte 3)

Fotos tiradas no passado final do mês de Dezembro de 2007, os exemplares rodavam os pesos entre os 2 kg e os 8 kg, os mais pequenos andavam em cardumes, já os grandes em pequenos grupos de 2 ou 4 individuos, embora tenha observado grandes exemplares sozinhos, não chegaram a aventurar-se em águas mais oxigenadas nem na zona onde a rebentação levantava areia, limitavam-se unica e exclusivamente a andar a "patrulhar" uma area determinada num vai vem incansavel durante todo o enchente.

Já quase no final do enchente deixaram de se ver, embora tenham permanecido no local, talvez mais fundos ou entocados.

As fotos foram tiradas em pleno dia solarengo, sensivelmente ás 13 horas, e este vai vem manteve se até perto das 15 horas.

É de facto um momento de registo muito belo observar os movimentos, deslocações, comportamentos em plena altura de acasalamento/desova.

Observação: Clicar no link abaixo das fotos para aceder ao tamanho maior, e depois clicar novamente nessa foto para aumentar o tamanho da mesma.

20 comentários:

David disse...

Increibles fotos.
Parabens

manu disse...

robalos nas ondas...buenisimo..es una pasada verlos navegar lentamente...

yo he tenido q cerrar mi blog, soy profesional del mar y me ha traido algun problemilla..una pena.

me gusta tu blog...me imagino pescando en portugal cosa q me encantaria.

una pregunta por curiosidad de que zona de portugal eres?? norte ,sur, centro??
gracias y un saludo

manu (ex - perceberosblogspot)

Sargus disse...

Buenas David, gracias, as fotos puderam ser tiradas graças a altura do nível do mar.

Já produziste lo utensílio?

Saludo

Sargus disse...

Buenas manu, si muy bueno ver los robalos nas ondas navegando, como tu tienes o gosto pelo surf.

Porque tyenes de cerrar teu blog? Problemas porquê? Difícil acreditar que tiene uma coisa a ver con outra?
En espanha se fores profissional não podes ter un espaço na web con teus relatos ou tua visão sobre lo mar e tua paixão? Estamos en lo seculo XXI, censura no mas...

Graçias pelo comentário Manu, minha zona és muy buena para toda la pesca, marisco e surf.

Sou do litoral sul de Portugal, abaixo de Sines.

Cordial saludo manu.

manu disse...

gracias por contestar sargus...

cerre el blog por los videos de los robalos q puse...problemas con los compañeros de trabajo.
son gente muy cerrada y no quieren que se enseñe al resto de la gente donde estan los robalos y menos a pescarlos..

un saludo amigo

Sargus disse...

"no quieren que se enseñe al resto de la gente donde estan los robalos y menos a pescarlos..."

Hola Manu, quando se coloca lo interesse e factor €`s primeiro que tudo é complicado...
Se bem que por um lado se compreende, dia a dia, trabalho, ganhar a vida...
Por outro, nom entendo, que mal tiene un video?
Hoje na web nos vemos e apreendemos (teoria) sobre tudo...
Podias ter retirado lo video e continuar com lo blog perceberos, és una parte de ti, lo gosto e visão tua pero lo prazer de lo mar, teu trabalho e lazer, compreendes?...

Cordial saludo Manu.

José Cavalheiro disse...

Boas fotos.
É assim a vida do robalo.
Ficva bem

Sargus disse...

Viva José Cavalheiro.
Faz parte do seu ciclo como espécie, nasce, cresce, reproduz-se e morre ou é morto...
Felizmente nesta altura dedica-se quase por exclusivo à corte amorosa e reprodutivo, circula em grandes cardumes e pouco liga a comedias...
Felizmente.
Abraço caro amigo.

David disse...

Ainda non puiden facelo, Sargus. Tengo uno parecido. Cuando pueda te mando la foto o la cuelgo en mi blog.
Y en cuanto tenga tiempo haré uno como el tuyo.
Muchas gracias.

Javier Saldaña disse...

Hola Sargus.
Muy, muy interesante.
Si los ves es casi seguro que de dia al menos no "piquen" ,no se dejen pescar.
Por aqui si el agua del mar no tiene buen color de dia es casi inutil intentarlo.Al menos a cebo,sardina.
Te repito, muy buen reportaje.
Un cordial saludo.

Sargus disse...

Sin Javier, es quase impossible fazer una jornada quando os robalos andam assim, plena reprodução.
Un amigo bien que tentou con sardinha mas los resultados foram negativos, los robalos mantiveram lo circuito e nom se fizeram ao pesqueiro.
Graçias pelo comentário.

Saludo.

Sargus disse...

Buenas David, se quiseres mandar-me la foto, aqui fica lo mail ferdy@sapo.pt .

Saludo.

Anónimo disse...

Bonito.É uma raridade nos dias que correm vêr este exemplo da natureza cumprindo o seu ciclo de vida sem a interferencia humana...
Também fico triste por vêr que em Espanha o problema é o mesmo...
Parabéns pelo teu espaço Fernando, dá gosto vir visitar-te.
Abraço
António Simões

Sargus disse...

Carissimo amigo António Simões, é são sem duvida momentos de rara beleza, em que deixamos de nos preocupar com o peixe que apanhamos ou as grades que carregamos, e no meu caso não são poucas...
Da gosto mesmo observa-los.
Obrigado pelo comentário caro amigo.

Grande abraço.

Como vai ser dia 23? Vai lá apareçer?

Anónimo disse...

Até que enfim sei das datas Fernando!!Até agora não sabia ...
Estive lá no sabado novamente, lutei desesperadamente com um de mais de 2ks ao fundo e a 3 metros quando o içava caiu-me...Foi o unico peixe todo o dia com mar grosso...Tentamos todos os pontos de agua de toda a costa e nem sinal..de toque algum.Este peixe que perdi era preto como o carvão, autoctone por lá.Ainda não vi nesta campanha sargos brancos de areia e arribação....Não sei o que se passa!!Vou ver se arranjo boleia e equipe para dia 26 ou 27.
Depois digo algo.
Abraço

António Simões

Sargus disse...

"...lutei desesperadamente com um de mais de 2ks ao fundo..."

Os tais exemplares de luxo, que nos movem.
O que se passa com Corrubedo? falta de peixe ou comedias? Ou é similar aos fundos que foram repletos de areia?

Vamos ver meu caro Simões, pelo menos tudo irá correr bem, o convivio e o conhecimento de outras paragens é o mais importante.

Grande abraço.

Antonio Simões disse...

Caro Fernando,

Não há justificação possivel ou plausivel.Se há pesqueiros ainda com areia, há muitos já descarnados, carregados de percebes, mexilhão,, ouriços etc. Mar grosso não tem faltado, pelo que é inédito isto que está a acontecer!!Esperemos que com a vossa vinda, consigamos perceber outros métodos de pesca, pois não me acredito que não haja muito sargo entocado por lá...
Boa viagem, até ao santuário.
Abraço
António

Sargus disse...

Amigo António, não duvido que as comedias lá estejam, longe de mim tal local é de facto o "Santuário" por sinal, mar grosso eleva bastante as capturas com a isca mor Chucha de ouriço, vamos ver, tenho observado com grande animo que as condições climatéricas e estado do mar tem melhorado, bom sinal.

Com grande humildade reconheço que é impossível "fazê-los nascer" onde não existem, mas vamos ver...

Os sargos com mar duro não costumam entocar, mas sim com mar parado, para protecção das águas mais abertas (experiência minha da caça submarina), poderão fazê-lo sem duvida também, mas mares agitados dependendo do local pressupõem claramente fundos mexidos e matéria em suspensão. É sabido que o mar bravo leva areia (dependendo das correntes de mar) e o mar manso trás areia, poderá ser um motivo que os obrigue a sair mais para fora ou estejam em alguns fundões onde as correntes sejam mais calmas (suposição).

Em ultimo caso valerá a experiência de outros locais e o nosso convívio.

Falta uma semana longa e prolongada...

Até ao Santuário dos Diplodus sargus sargus.

Grande abraço.

Anónimo disse...

pesou os peixes amigo? :)
como tem noção do seu pes?
cumprimentos

Sargus disse...

Carissimo anónimo.

Os peixes como é óbvio não foram pesados, uma vez que se encontravam no seu ambiente natural, houve foi uma estimativa, tamanho/peso feita "in loco" por vários pescadores que se encontravam no local a observar tamanho espectáculo, dos quais eu me incluo, essa estimativa poderá falhar, como é óbvio, uma vez que não foram à balança, mas estarão seguramente por esses pesos, uma vez que o pessoal que os observava, a qualidade das águas em termos de visibilidade e a distancia que andavam da superfície não deixam grande margem para muito peso fora do que foi apresentado.

Poderá duvidar e terá o pleno direito, mas acredite que não se trata de "meter mais peso" e acredite também que já tinha observado muitos robalos mas do tamanho dos maiores foi a primeira vez, e fiquei bastante contente com o que vi e não pesquei...

Abraço caro amigo e obrigado pelo comentário.
pesou os peixes amigo? :)
como tem noção do seu pes?
cumprimentos