A gata


A gata é um utensílio utilizado para a recuperação de peixes de grande porte nomeadamente na pesca da noite nas falésias.


Safios

Pargos

Basicamente a sua utilidade revela-se bastante positiva quando ferramos um grande exemplar, por exemplo de 40 ou 50 metros de altura que caso contrario jamais seria recuperado.

A sua construção é similar à estrutura da rabeca ou cesto, com a mesma abertura e procedimento, com duas excepções, sendo a primeira relativa ao peso, uma vez que a mesma deverá ser construída em aço inox para evitar a oxidação e dar uma maior resistência e durabilidade vitalícia, por outro lado tem a particularidade de se assemelha a um instrumento utilizado pela Santa Inquisição em pleno século XV, devido aos seus bicos aguçados e flexíveis que irão ser primordiais na prisão e recuperação dos grandes exemplares.










É de notar que os mesmos irão perfurar o peixe de uma forma que o mesmo jamais se conseguirá libertar, permitindo claramente a sua recuperação de uma forma que caso contrario seria impossível.










Convém contudo que na superfície da mesma seja ligado um cabo ou corda sem memória e grossa para que não haja nós e que tenha uma grande resistência e não seja elástica.


Exemplares como este dificilmente seriam capturados sem o auxilio da Gata, este exemplar foi capturado a uns bons quarenta metros de altura, numa falésia sem acessibilidade e de noite, para além de auxiliar a captura é fundamental na nossa segurança ao permitir que estejamos a um nível bastante superior da linha de água e respectiva ondulação que já por si se torna bastante complicado de dia o que fará de noite.





14 comentários:

Ricardo disse...

A necessidade faz o engenho!
Miau!

Ricardo Silva

vildor disse...

Lindo pargo :)
Vê lá ´se apanhas tu uns destes :P

Sargus disse...

Podes crer Ricardo sem este instrumento era praticamente impossivel pescar de locais altos e içar bom peixe, para não falar no aspecto da segurança que nos mantem afastados de possiveis descidas até à linha de água onde poderemos escorregar, cair ou levar um toque do mar, á noite é complicado e não convem facilitar.
Por outro lado o peixe é içado com a maior das facilidades até ao local onde estamos.

Abraço.

Sargus disse...

Vildor é de facto um belissimo exemplar que por acaso ainda não tive a sorte de tirar com esse peso.
Talvez um dia...
Um anzol na água é uma forca de peixe, o meu amigo Luís (foto) em duas vezes que se deslocou a esse local no intuíto de pescar ao safio apanhou dois desses, merito dele pois o peixe vaio cá para fora.

Abraço.

Sargollini disse...

Boas

Nunca tinha visto essa "Gata" e penso que em dias de mar grande e vento forte,deve funcionar melhor que a "Rabeca".
Sabes se isso ha a venda?
Gostava de oferecer uma ao meu Pai,uma vez que ele pesca ao fundo e em pesqueiros altos!

Um abraço
Sérgio Silva

Sargus disse...

Boas Sérgio, à uns 15 anos vi a 1ª vez dois deste utensílios, bastante mais frágeis do que este do artigo e concebido com varetas de guarda-chuva o outro feito com anzóis.
Na realidade nunca vi e duvido que haja alguma coisa destas à venda, todos os que vi, somente 3, foram feitos pelos próprios donos/pescadores, isto seria bastante caro a ser feito, só em inox leva à volta de 60€ em varões, depois mais o cabo + solda + mão-de-obra imagina em quanto fica.

Abraço.

David disse...

Ese artefacto pareceme muito bon. Con o teu permiso lo copio.
Un saludo

Sargus disse...

Ese artefacto pareceme muito bon. Con o teu permiso lo copio.
Un saludo

Buenas David, sin es sem duvida un artefacto mui bueno para nos ajudar a levantar lo pex, pero que nos ajuda tambien en la seguridad na pesca, las descidas e arribas, por evitar las olas, etc, etc

Te permito la copia ;) se lo fores conceber tenta executa-lo en inox, tien una vida longa e duradora.

Saludo David Bueno 2008

Javier Saldaña disse...

Hola Sargus.
No se si se me entendera.
Ese util por esta zona le llamamos "perro" o "grampin".
Es imprescindible.
Te mando un enlace donde se ve el mio : http://www.asindegrande.org/particle.php?title=GRANPIN&sid=3238
Un cordial saludo y magnifica pagina de pesca tienes.

Sargus disse...

Buenas Javier.
Sin entendo perfectamente.
ès imprescindible en zonas acidentadas de falesia, pero que és un utensilio mui percioso.
Já tiengo o link de salmuera in mio blog ;) asta uns tiepos.
Buenas e perciosas capturas que nos mostras, magnifico blog de pesca, és semduvida mui bueno, parabéns.

Un cordial saludo javier

José Cavalheiro disse...

Um artigo muito interessante e bem documentado.
Por aqui os pescadores de arribas, que por estes lados não são tão altas, útilizam a "Rabeca".
Fica bem

Sargus disse...

Obrigado desde já pelo comentário José Cavalheiro, sim claramente isto é um irão gémeo da Rabeca, mesma concepção, mesma finalidade, apenas mais pesado e com o "upgrade" dos bicos articulados no sentido ascendente.
Claramente isto é para peixe "pesado", por exemplo, dificilmente se consegue recuperar um safio de 10 kg com um rabeca.

Abraço e bom 2008.

Sergio Fernandes disse...

Olá Sargus
esta temporada dos robalos tenho perdido muitos peixes por não os conseguir sacar cá para fora(até agora 8, o ultimo um monstro) , eu pesco com MAR muito BRAVO e realmente é muito dificil tirá-los e ao pesquisar na net deparei-me com esta tua entrada maravilhosa, não te importas que faça um para mim.
abraço

Sargus disse...

Caro amigo, não me importo mesmo nada...
Isso serve para esse fim, segurança e êxito na recuperação de grandes exemplares...

Força, abraço