Dicas: Spinning I


  • Conhecer a profundidade de trabalho de cada artificial, específico para determinada espécie e/ou determinadas condições de mar e do substrato submerso, proporciona-nos uma optimização nas capturas. 
  • Usar a combinação perfeita de determinadas cores que funcionam em diferentes condições (dia, noite, cor de agua, altura do ano, etc.), para utilização em diferentes locais de pesca ou como alternativa. 
  • Manter a concentração constante no trabalhar do artificial, pois nunca sabemos quando o peixe irá atacar o artificial na recuperação, o peixe pode seguir o artificial e atacar bem perto de nós.

  • Monitorizar constantemente todo o material base, cana, carreto e multifilamento, para que não falhe em condições normais, podemos substituir um artificial no momento, uma cana, carreto ou fio é mais complicado. 
  • Manter e monitorizar constantemente os anzóis simples ou triplos de forma a proporcionar um elevado nível de penetração na boca do peixe aquando dos ataques e das ferragens.