Primeiros sargos capturados do ano


A primeira jornada do ano foi decidida após a passagem dos efeitos da tempestade Hércules pela nossa costa, não sabíamos ao certo o que optar tendo o Rosalino avançado com uma proposta para uns lançamentos com artificiais, visto que o período da vaga iria aumentar consideravelmente, resolvemos desistir da ideia de nos levantarmos cedo e resolvemos desistir da ideia de ir ao mar neste dia.

Ficaria para uma próxima...

Embora depois de ter desligado o telefone, a ideia não me saia da cabeça, "a primeira pescaria do ano", "ir à pesca com um amigo", "ir ao mar", "pesca ao sargo", "adrenalina", "passar uns bons momentos, passaram à velocidade da luz pelo pensamento, e ainda com o telefone na mão, questionei o Rosalino se tinha sardinhas e camarão, faltava camarão, e a pescaria ficou em "stand by", eram 21 horas e lá se conseguiu arranjar camarão e a jornada ficou confirmadíssima.


Seis da manhã, ida para o pesqueiro que nesta altura do ano proporciona boas capturas, devido à grande quantidade de marisco que o substrato rochoso contem, (e como a tempestade não o arrancou da pedra como alguns defendem, os nossos alvos estariam lá)


 

Após a descida do pesqueiro, e apesar do forte vento de leste que nos congelava as mãos literalmente, lá preparamos o material, um balde de sardinhas ainda congeladas, 900 gramas de camarão, monofilamento, anzóis, faca, boias e chumbos...


A cana utilizada por mim foi a Furiozza, e pelo Rosalino a Metheor a estrear, ambas da Vega, a Metheor é umas vara de ação de ponteira, sendo a Furiozza uma cana de ação mais parabólica, portaram-se as duas à altura das capturas, sendo que estávamos a trabalhar ao nível do mar.

Relativamente às técnicas utilizadas, foram as do costume, boia e chumbadinha. As iscas utilizadas foram o camarão e sardinha e a engodagem foi efetuada manualmente sob a forma de pequenos pedaços deixados em pontos estratégicos onde o mar os vinha buscar, criando pequenos cordões de engodo onde foram capturados os exemplares.

 

Foram efetuadas varias capturas de sargos entre as 400 gramas e o kg, sendo que apenas foram devolvidos 3 exemplares, foram ainda capturadas 3 salemas que foram devolvidas também ao seu ambiente natural. 

De salientar que a uma determinada altura da maré foram ferrados exemplares que partiram o monofilamento (um por cada pescador) e ainda ferrei três exemplares de grande porte que se soltaram após duas ou três investidas, deduzo que mal presos (no beiço), e que após as investidas iniciais tenham rasgado o mesmo pelas forças contrarias efetuadas.


 

Este foi o resultado de uma manhã bem passada entre dois amigos, que apesar do frio matinal, passaram uma grande manhã de pesca, começou bem o ano, e será para repetir brevemente.

Obrigado Rosalino.





11 comentários:

CANTINHO DA PESCA disse...

Excelente pescaria depois de um temporal destes ,parabens

Nuno Caçorino disse...

Excelente amigo! Boa malha e melhores continuações. Abração.

Joao Santana disse...

Muitos parabéns pela excelente pesca de sargos, que grande entrada de ano, força ai pessoal, não percam o ritmo:):) um abraço.
J.Santana

Sargus disse...

O temporal para além dos estragos que origina em terra, ao contrario do que possamos pensar é positivo para as espécies, (algumas não se conseguem adaptar ou superar estas condições como tivemos, mas outras, é perfeitamente normal.

Para não falar nas movimentações de sedimentos e alteração da linha de costa (sai areia de locais, entra areia noutros, etc.

Foi uma espécie de lavagem da costa, e acredito que tenha sido positiva, já há muito tempo que estávamos a precisar disto, de um grande defeso e de uma grande lavagem da costa.

Obrigado pelo comentário.

Sargus disse...

Boas Nuno, a ver de baixa um pouco e arranjamos "time" para umas ilhadas...

;)

Sargus disse...

Boas João, começou bem, e acredito que vai ser um bom ano de pesca.

Abraço

Manuel Oliveira disse...

E que belos sargus...
Faço ideia como serão os segundos capturados... :)

Forte Abraço e força com essas investidas!

Sargus disse...

Grande Manuel, se calhar são mais pequenos...

Logo se vê...

Grande abraço

PêJotaFixe disse...

Elá, isso é que foi uma entrada à campeão em 2014! Bela sargalhada e de bom lote, assim dá gosto ver! Isso agora quer é continuação.
N.R. Na 2ª foto, as pontas de pedra parecem um pouco "despidas" ou é impressão minha/da foto...?

Saúde, da boa!

Sargus disse...

Boas Paulo, entrada com os dois pés, foi penas os grandes, principalmente o que partiu...

As pedras parecem despidas, claro que essas que nada tem estão na parte superior do intertidal, onde apenas encontras cracas (balanos), aí não habita, e esses que estás a ver são aqueles que servem de tapete ás gaivotas.

Reitero tudo o que disse, e está comprovado pela observação que a afirmação, pelo menos aqui é falsa ou não se adequa, e não me devo enganar muito relativamente aí a baixo.

É que também vi caramujos...

Cordial saludo

André Matos disse...

GRande pescaria e esses sargos que partiram o mono devem estar com fominha têm de lá ir outra vez , mas agora com um bilhete de ida para o forno :DD Grande pesca amigo , Boas capturas ! abraço