Semana gastronómica do Molusco


O Município de Odemira vai promover a Semana Gastronómica do Molusco, entre os dias 5 e 11 de Setembro, que irá decorrer em dez restaurantes do concelho.

Provar uma boa cataplana de ameijoas, um arroz de polvo ou umas espetadas de lulas com camarão, são várias as propostas de ementas nos restaurantes “Escondidinho” e “O Tarro” em Odemira, “Jaime” e “Tasca do Bernardo” em Boavista dos Pinheiros, “Rocamar” no Cavaleiro, “Mar e Sol” em Vila Nova de Milfontes, “O Camponês” em Malavado, “Cervejaria o I”, Café Restaurante “Rita” e Restaurante “o Sacas” em Zambujeira do Mar.

Com esta iniciativa, a autarquia pretende incentivar a utilização gastronómica dos moluscos capturados na região, produtos com enormes potencialidades. Com a realização de semanas gastronómicas temáticas, o município visa promover e valorizar os recursos endógenos do concelho.

Fonte: CM Odemira

4 comentários:

Pedro Nunes disse...

Esse evento é para todos os Portugueses ou será só para residentes do conselho.
Será k também há limites diários para os moluscos k pretendemos comer...

Sargus disse...

Viva Pedro...

Creio que se fosse o ICNB a organizar, de certeza que seriam apenas para os residentes e teriam a refeição limiitada a uma pata de polvo por pessoa...

;)

João Carlos Claro disse...

Se não fosse o ICNB, o litoral de S. Torpes a Vila do Bispo estaria a saque pelo especuladores imobiliários.
Se não fosse o Canadá, os bacalhoeiros portugueses teriam pescado até ao último espécime (agora, o nosso "prato nacional" é gerido pela Noruega).
Se não fosse a Comissão Internacional Baleeira, todos os grandes cetáceos teriam sido extintos.

Esta história de serem os próprios exploradores dos recursos capazes de fazerem uma gestão sustentável dos mesmos e atirarem pedras (sugestão do presidente da ANMP) ao pessoal do ambiente, nem sempre teve bons resultados.

Votos de uma boa semana gastronómica,
João Claro

Sargus disse...

Viva caro João.

Tem razão, sim senhor, eu apenas comentei ironicamente...

Quanto ás restrições do icnb e do popnsacv, ao que me pareceu e pelos km de costa que percorri este ano (sacv) deu-me a entender que continua tudo na mesma, ou talvez pior, já que temos um novo plano de ordenamento mais restritivo, mas continua tudo na mesma...

Não vi ninguém em fiscalização neste PNSACV, entenda-se, UCC, PM, ICNB, talvez estejam a poupar o combustível para começarem as fiscalizações depois que a época balnear acabe...

"Esta história de serem os próprios exploradores dos recursos capazes de fazerem uma gestão sustentável dos mesmos e atirarem pedras (sugestão do presidente da ANMP) ao pessoal do ambiente, nem sempre teve bons resultados."

Passo a citar: "Há um vendaval de mal-estar na voz de muitos pescadores do Norte do país, que estiveram quase para entrar Lisboa adentro na passada sexta-feira, exigindo do Governo compensações pelos dias de pesca perdidos entre 16 de Julho e 21 de Agosto. Nesse período, a subsidiária portuguesa da Mohave Oil and Gas realizou uma aquisição de dados sismícos, tarefa que antecede a prospecção de petróleo, numa extensa área de costa, ao largo do cabo Mondego. O país até pode vir a ganhar com o que ali vier a ser descoberto, mas, para já, contam-se os prejuízos de quem, ao longo de mais de um mês, foi impedido de trabalhar na zona."

In: publico

Cordiais cumprimentos