Sábado - 22

Esta jornada iniciou-se às quatro da manhã, bastante frio, maré no inicio da enchente, com boa oxigenação provocada pela ondulação, mas que levava a querer uma quebra de mar, o que se verificou duas horas depois.

O local escolhido já tem proporcionado algumas capturas, o que não se veio a verificar desta vez, foram duas horas e pouco sem um toque.

Com a quebra de mar, resolvi mudar de local já no inicio do romper do dia, e a escolha foi um local que se apresenta com bastantes movimentações de areia.

Um exemplar que saiu ao 3º
lançamento

Ao fim do terceiro lançamento heis que surge a primeira e única captura, um exemplar de 2,600 kg que me deu algum trabalho a capturar dado a altura onde me encontrava.

Uma vez mais a Saltiga a mostrar
serviço

Eram oito horas da manhã quando terminou a jornada, pois com a subida da maré e a queda de mar, a zona ficou com uma extrema visibilidade de água, como se diz na gíria da pesca, um vidro.

Fundo: Areia
Maré: Baixa-mar / Enchente
Peso: 2,600kg;
Técnica: Spinning
Artificial: Daiwa Saltiga
Multifilamento: Fireline Cristal 0,17 mm
Cana: Vega - Predador
Carreto: Vega - Regal 40

4 comentários:

MR disse...

Depois da travessia no deserto, agora ninguem te pára, estás no paraiso rodeado de virgens heheh, keep on strike meu

AB

Rodrigo Zacarias disse...

Muitos Parabens amigo, estás um verdadeiro PRO.

Um abraço

Sargus disse...

Eh, eh, eh, deserto rochoso...

Estou é viciado também...

Abraço.

Sargus disse...

Sorte Roger, pura sorte, nada mais...