O Mar


O Mar, essa densa massa liquida de água salgada, que no confronto com a Terra nos proporciona um magnifico espectáculo de oxigenação branca, onde a liberdade toma contornos de confronto com a solidez da vida, onde nos inspiramos num olhar, num determinado momento das nossas vidas...

Onde por vezes nos escapa algo mais importante do que uma atitude, um acto ou uma manifestação de sensibilidade.

O Mar é a vida, a vida é um Mar, onde por vezes buscamos no conforto da solidão que avistamos na linha do horizonte infinito o prazer da vida...

Umas vezes encontramos nele a vida e o prazer de sermos alguém e estarmos bem.

A ele devemos agora e sempre o respeito, a dignidade e a paixão.

Allie


2 comentários:

Anónimo disse...

É mt bonito, perceber a tua procura da essência no reencontro do Eu com a Natureza. A physis (Natureza), ocupa um lugar muito importante no teu blog.

A Natureza, particularmente a natureza marinha, surge assim como espaço primordial, lugar de reencontro do eu na solidão, e de comunhão com o que há de mais puro e autêntico: “a verdade antiga da natureza” é também a verdade dos Deuses.

Simbologia do mar: totalidade, infinito, vida, eterno movimento.

Sargus disse...

Obrigado pelo comentário,
A biodiversidade e natureza ambiental marinha é de facto um espaço que me preenche, daí o espaço de relevo que tento demonstrar neste meu "hobbie" que não é mais do que a minha visão, sentido pratico sobre esses assuntos temas.

A natureza marinha não é solidão, muito pelo contrário, é o outro mundo, a uns inimaginável, a outros conhecido...

O que está para além do que não vemos ou não temos conhecimento poderá ser encarado como desconhecido, o desconhecido poderá ser encarado como uma breve solidão que se poderá contradizer uma vez conhecido...

"...lugar de reencontro do eu na solidão, e de comunhão com o que há de mais puro e autêntico: “a verdade antiga da natureza” é também a verdade dos Deuses..."

Bonita frase da qual partilho completamente.

A totalidade é infinito que se o preservarmos será eterna vida, eterno movimento...

O meu agradecimento uma vez mais