#5 Vinil


Uma jornada na companhia do Ricardo Rosalino, iniciamos por volta das sete horas da tarde, desta vez o mar encontrava-se relativamente com alguma cadência e as previsões para os próximos dias não eram animadoras, onde a força de fundo já se notava significativamente pela suspensão de algas.

No inicio começamos pela observação do mar do alto da falésia, resolvemos começar por uma zona de sedimentação que se notava perfeitamente em movimentação, um misto de areias velhas com entradas de novas areias.



Separamos-nos e na primeira investida, ainda com sol não senti nenhum toque, resolvo mudar de local, e ao passar pelo Ricardo, o mesmo diz me que já tinha efectuado uma boa captura, um robalo de três a quatro quilos. Encaminhei-me para uma zona não muito afastada mais a norte, com um grande fundão e um óptimo "espumeiro" à minha frente, efectuo quatro lançamentos e ferro um robalo "quileiro" que largou a artificial já à superfície.


Volto a efectuar mais dois lançamentos, tentando explorar a zona e faço outra captura. A subida do mar coincidente com a baixa-mar e a pouca profundidade onde me encontrava ditaram a saída do local.

Já com pouca água resolvemos mudar de local, já sem luz, o Rosalino efectua mais uma captura e perde outro robalo que se soltou já aos pés, eu efectuo outra captura e demos por terminada a jornada de pesca.


Fundo: Misto
Maré: Baixa-mar
Multi-filamento: Dynacast - Bass Braid - Sakura 0,18 mm - 20 lb
Cana: Imperial Spin - Vega
Carreto: Shimano Exage
Artificial: Sakura L16 Shad  

2 comentários:

Manuel Oliveira disse...

Boas Fernando,
Essas entradas novas de areia são sempre uma boa aposta!
Mesmo com o mar a subir ainda safar a faina... :)

Forte Abraço e aperta com eles

Sargus disse...

Boas Manuel, é pena que nos não as vemos nascer, ou melhor chegar a terra, pois nem sempre existe tempo e disponibilidade para andar em cima da linha de costa.

Abraço